Trocar para a skin padrão
Espaço para debates sobre assuntos que não sejam relacionados a Chespirito, como cinema, política, atualidades, música, cotidiano, games, tecnologias, etc.
Responder

Re: PT

08 Ago 2015, 13:09

Lula ministro teria duas vantagens - pra ele e pro governo: colocaria-o no centro do governo, podendo fazer maior articulação política; e ganharia foro privilegiado, travando uma possível prisão e jogando os processos contra ele no STF.

Re: PT

09 Ago 2015, 22:06

E também esses objetivos seriam amplamente divulgados pela imprensa, podendo queimar a imagem dele e mais ainda a da Dilma.

Re: PT

15 Ago 2015, 02:21

http://epoca.globo.com/tempo/noticia/2015/08/agencia-pepper-interativa-ligada-ao-pt-tinha-conta-na-suica-para-receber-da-queiroz-galvao.html

A agência de comunicação Pepper Interativa cresceu na esteira das duas campanhas da presidente Dilma Rousseff ao Palácio do Planalto.

Imagem

Notória por realizar ataques virtuais contra grupos críticos ao PT, a Pepper, da publicitária Danielle Fonteles, caiu nas graças de próceres do PT, como o ex-tesoureiro João Vaccari Neto e o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel. Graças à proximidade com eles, a Pepper mantém contrato com o PT. É o maior cliente da agência – quase 70% do faturamento dela vem do partido.

ÉPOCA descobriu que, em 2012, a Pepper montou uma operação intrincada no exterior para receber valores da construtora Queiroz Galvão. Meses antes, a empreiteira recebera do BNDES para financiar serviços na África. A Pepper criou, em nome de laranjas, a Gilos, uma offshore no Panamá. Criou também uma conta secreta na Suíça para movimentar a dinheirama de um contrato de fachada com a filial da Queiroz Galvão em Angola. A conta, cuja identificação é CH3008679000005163446, foi aberta por Danielle Fonteles no banco Morgan Stanley. Na ocasião, não foi declarada à Receita ou ao Banco Central.

ÉPOCA obteve cópia do contrato entre a offshore Gilos Serviços e a empreiteira, devidamente assinado por Danielle Fonteles. Foi formalizado em setembro de 2012. A Gilos recebeu US$ 237 mil (R$ 830 mil, ao câmbio de hoje) da Queiroz Galvão para fazer marketing digital em Angola. O contrato, que elenca seis serviços, parece uma peça de ficção. Não há uma linha sequer sobre qual obra ou projeto da Queiroz Galvão deveria ser divulgado na internet pela Pepper. Naquele país, a Queiroz Galvão operou graças a financiamentos do BNDES. Em março de 2012, a empreiteira recebera US$ 55 milhões do banco. Naqueles tempos, Fernando Pimentel era ministro do Desenvolvimento e presidente do Conselho de Administração do BNDES.

Danielle Fonteles e a Pepper estão sendo investigados nas operações Lava Jato e, especialmente, Acrônimo. Nesta, que mira Fernando Pimentel e operações de lavagem de dinheiro do PT, a PF chegou a fazer buscas na sede da Pepper, num shopping de Brasília. Segundo a Polícia Federal, há evidências de que a Pepper foi usada para intermediar dinheiro do BNDES a Fernando Pimentel.

Durante o primeiro mandato de Dilma, Fernando Pimentel era, na prática, o chefe do BNDES. A mulher de Fernando Pimentel, Carolina Oliveira, é apontada como uma espécie de sócia oculta da Pepper. Funcionou assim: entre 2013 e 2014, a Pepper recebeu R$ 520 mil do BNDES por serviços de publicidade e repassou R$ 236 mil a Carolina Oliveira. A Polícia Federal descobriu indícios de que Carolina Oliveira era mais que uma simples parceira da agência. A mulher de Fernando Pimentel distribuía cartões no mercado como se fosse representante da Pepper.

Na casa de Carolina Oliveira e Fernando Pimentel, em Brasília, a PF apreendeu uma tabela com valores. De um lado, aparece o nome Dani – o mesmo apelido da proprietária da Pepper. Os valores de “Dani” somam R$ 242.400. Do outro, há valores de Carol : R$ 143.982,95. Duas anotações chamam a atenção: R$ 11.100 e R$ 20 mil, registrados como “cartões”. Na tabela, a diferença dos valores, incluindo as vírgulas, entre “Dani” e Carolina é contabilizada como “crédito Carol”: R$ 98.417,05. Ou seja, é como se fosse um controle de caixa, de “Dani” para “Carol”, em que despesas de cartões de crédito de Carolina eram pagas pela Pepper e contabilizadas. A Pepper admite ter pago ao menos duas faturas do cartão de crédito da mulher de Pimentel, em razão da “amizade” entre Dani e Carol. A mulher de Fernando Pimentel, suspeita a PF, era funcionária do BNDES nesse período.

Após ÉPOCA procurar Danielle, a conta na Suíça foi declarada à Receita.

Re: PT

22 Ago 2015, 21:13

Voltando ao passado:

Re: PT

22 Ago 2015, 23:52

Pouco sensacionalista o título do vídeo. :P

Imagem

:[

Re: PT

23 Ago 2015, 00:41

Esse cara ainda conseguirá uns 5% na próxima eleição.

Re: PT

23 Ago 2015, 02:42

Nesse vídeo do Jô Soares podemos ver/ficar sabendo de pelo menos três coisas que jamais aconteceriam hoje:

-> prefeita dando entrevista no dia da eleição
-> entrevistado fumando no programa
-> PT disputando eleições de forma isolada (sem coligação).

Re: PT

30 Ago 2015, 17:27


PT, o partido que semeia o ódio entre as pessoas.

Re: PT

31 Ago 2015, 00:20

Sim, porque o PSDB e outros da oposição só semeiam a bondade e a honradez, né?

Re: PT

31 Ago 2015, 00:25

Antonio Felipe escreveu:Sim, porque o PSDB e outros da oposição só semeiam a bondade e a honradez, né?


Que mania de sempre falar do PSDB quanto a gente fala do PT.

E sim, o PT é muito pior que o PSDB.

Re: PT

31 Ago 2015, 00:33

É porque nessa matéria de disseminar ódio, os dois estão no mesmo barco.

Re: PT

31 Ago 2015, 00:40

Antonio Felipe escreveu:É porque nessa matéria de disseminar ódio, os dois estão no mesmo barco.


O PT é o que mais rouba, ao lado do PMDB.

Não dá pra ficar passivo com tanta roubalheira e mentiras.

Re: PT

10 Set 2015, 13:46

Tem ódio dos dois lados. Tem uns nas manifestações que se virem alguém petista acho que dariam um tiro se estivessem armados, assim como tem petistas cegos que atacam a todo custo os manifestantes...

Re: PT

10 Set 2015, 21:20

PC do B, hoje em dia, dá mais raiva que o próprio PT.

O horário político do PC do B, com aquela Jandira, dá vontade de vomitar !

Re: PT

11 Set 2015, 03:11

O último horário político do PC do B passou semana passada.
PC do B é o partido daquele cara que sugeriu que exterminassem a classe média pra acabar com a crise política.
O horário político passa no meio de Doctor Who.
E naquele dia, a Cultura passou Into the Dalek...

Apropriado.
Responder
AnteriorPróximo